Esta página en español

AS QUATRO MODALIDADES BÁSICAS

  1. Yi Jing Orienta
  2. Yi Jing: Uma ferramenta para o autoconhecimento
  3. Glossário
  4. As quatro modalidades básicas
Glossário

CONTEÚDO DO GLOSSÁRIO

Sabedoria

Tendências e circunstâncias

As quatro modalidades básicas

Formas de agir

Resultados da ação

Termos técnicos

Frases importantes

Então, como e por que agir?

AS QUATRO MODALIDADES BÁSICAS

O Julgamento do Hexagrama 01 está formado por quatro palavras:

yuán, 亨 hëng, 利 , 貞 zhën.

Elas se repetem frequentemente nos textos, e sua compreensão tem dado muito trabalho aos comentadores do Yi Jing ao longo de sua história. As quatro palavras foram reinterpretadas na forma de uma teoria cosmológica que recebeu o nome de Teoria das Quatro Qualidades e representa uma visão sobre a formação de todas as coisas. Ela foi expressa e comentada por diversos filósofos [Kumazawa Banzan, 1619-1692 (in Shchutskii, 1979, pág.137)]:

Yuán, impulso, tudo é criado, primavera.
Hëng, desenvolvimento, tudo cresce, verão.
Lì, formação, o grão é colhido, outono.
Zhën, consolidação, tudo é armazenado, inverno.
[...] a verdade é o Dao do Céu. Contém espontaneamente as fases: impulso, desenvolvimento, formação e consolidação. Estes são chamados os quatro atributos do Céu.

A analogia com as quatro estações que Banzan menciona pode ser aplicada a qualquer fenômeno ou processo. Todos eles passam por essas quatro fases de impulso criativo, desenvolvimento, maduração da sua forma e, finalmente, uma estabilidade que dura enquanto suas energias o permitem.

Caso devamos falar do Céu em termos gerais, então é o Dao do mundo, do qual é impossível desviar-se. [...]. Como essência é o Criativo. O Criativo é o começo de todos os seres.

O Criativo é outra tradução para o nome do H01, Iniciativa.

Cheng Yi-Chuan, 1033-1107 (in Shchutskii, 1979, pág.202):

Começo, penetração, definição, estabilidade,
estas são suas quatro qualidades supremas.
Começo (yuán) é a concepção de tudo o que existe,
penetração (hëng) é o desenvolvimento de tudo o que existe,
definição (lì) é a aparência de tudo o que existe,
estabilidade (zhën) é a completação de tudo o que existe.

Zhou Dun-Yi, dinastia Sung 960-1279, (in Shchutskii, 1979, pág.138):

1) O impulso, yuán, necessário para o ato criativo do ser, para ser dirigido na direção à sua aparição no meon,
2) a penetração, hëng, (desenvolvimento) do ser no meon,
3) a formação, lì, do ser pelo meon,
4) a constância, zhën, do que foi criado.

Devemos destacar que não temos acesso ao texto original chinês para avaliar a precisão da tradução anterior, feita por Shchutskii para o russo, nem a posterior, do russo para a versão inglesa que analisamos. Em função da falta do verbo 'ser' na língua chinesa e do uso questionável da palavra grega meon, ‘não-ser’, podemos reformular esse texto de Zhou Dun-Yi da seguinte forma:

1) O impulso, yuán, necessário para o ato criador da existência, para ser dirigido à sua aparição na não-existência,
2) a penetração, hëng (desenvolvimento) da existência onde não-existia,
3) a formação, lì, (delimitação) da existência pelo que não-existe,
4) a constância, zhën, (manutenção) do que foi criado.

Ito Togai (1670 - 1736) (in Shchutskii, 1979, pág.201):

“[O Yi Jing] toma isto como o Dao absoluto do Céu, e, neste sentido, o impulso primordial [yuán] é o começo do mundo eterno. Isso significa uma força primordial que se espalha, penetrando tudo sem obstrução, e que toda realidade, em cada caso individual, recebe em seu nascimento, compartilhando seu potencial. [...] Assim o nascimento e o fim de todas as categorias existenciais estão, em última análise, subordinadas à sua metamorfose".

Cheng Yi-Chuan (1033-1107) (in Shchutskii, 1979, pág.72):

"As mudanças [o Yi Jing] são as transformações nas quais nós mudamos de acordo com o tempo, para seguir o Dao do mundo.”

Novamente, não temos acesso ao original chinês para verificar a tradução da palavra ‘tempo’ que, como destacamos na Fundamentação Teórica, era um conceito não desenvolvido pelos chineses. Muito provavelmente a palavra original era 時 shí, ‘momento’, já que a força primordial penetra nas coisas em um processo claramente sequencial, implementado ao longo de constantes, e sucessivas, mudanças.

As quatro qualidades foram também discutidas no comentário canônico Wen Yan do século III A.C. (vide discussão no texto correspondente ao H01, A iniciativa).

Resumindo, a Teoria das Quatro Qualidades se refere à origem de todas as coisas manifestas. As quatro qualidades podem ser consideradas como fases sucessivas pelas quais a energia criativa passa, impulsionando o nascimento de todos os processos. O Yi Jing utiliza cada uma dessas quatro palavras para referir-se ao estágio em que se encontra a situação que está sendo considerada.

Primordial, sublime: 元 yuán

元 [007-02; W29H]: Uma pessoa 人 no topo 上 (representado como 二 ). Significa: “Primeiro, começo, origem, fundação, base, fonte, causa; o primeiro ano de uma era; o primeiro dia do ano; grande virtude; um santo; cabeça, chefe, líder, principal, mais ancião; bom, grande”.

Yuán é geralmente traduzida como ‘sublime’, mas isso tem fortes conotações qualificativas, relativas, inevitavelmente, aos valores de quem a usa; enquanto yuán, como já vimos, representa uma das características dos princípios básicos, yang e yin, que regulam todo o manifesto, representando algo mais ‘objetivo’. Ela refere-se, sem dúvida, à forma inicial em que essas energias se manifestam em todos os fenômenos, daí a preferência pela tradução ‘primordial’.

PALAVRAS-CHAVE

PRIMORDIAL:
Referente a primórdio [Aquilo que se organiza ou ordena primeiro; fonte, origem, princípio]; primitivo; básico, principal, primeiro; primigênio [o primeiro da sua espécie]”. Primordial, original, inicial, originário, primário, primeiro, primevo, primitivo. Básico, capital, fundamental, principal, essencial.
Começar:
Dar começo a; principiar, iniciar, encetar; ter princípio ou começo; fazer a primeira experiência ou tentativa em algum campo; ter princípio ou começo em certo estado ou condição”.
Originar:
Dar origem a; ser causa de; causar, determinar, motivar; ter origem; ser proveniente; derivar-se; nascer, proceder”.
Confrontar com Sublime:
Que atingiu um grau muito elevado na escala dos valores morais, intelectuais ou estéticos; quase perfeito; cujos méritos transcendem o normal; inexcedível; muito admirável; diz-se de quem está em posição superior à de outros, ou distinta da de outros; insigne, excelso; grandioso, augusto, magnífico, esplêndido, soberbo; encantador; maravilhoso; divino; o mais elevado grau da perfeição”.

Utilização

É muito utilizada nos textos, sozinha ou acompanhada por alguma ou todas as outras três palavras básicas.

Influência, sucesso: 亨 hëng

亨 [008-05; W75D]: Este caráter tem sofrido várias transformações; Weiger diz representar um presente (曰, posteriormente simplificado para 子) oferecido a um superior (古, contração de 高); originalmente tinha dois 高, um normal e o outro invertido, originando os significados de “favorecer” e “usufruir de favor recebido”. Significa: “[pronunciado heng]: atravessar; penetrar, permear; [pronunciado xiang]: avançar, perseverar, ter sucesso; [pronunciado peng]: cozinhar, ferver”. Confunde-se também com 享 xiâng (008-06): “receber, desfrutar; apresentar oferendas num sacrifício; aceitar as oferendas de um sacrifício”.

Geralmente traduzida como ‘sucesso’, a palavra refere-se ao êxito que o yang e o yin obtêm ao influir no andamento de todos os processos. O problema com a palavra ‘sucesso’ é que ela refere-se ao resultado de uma ação, enquanto hëng refere-se a uma capacidade da própria ação a ser empreendida: hëng vem antes do que o resultado dessa influência.

A palavra ‘influir’, no seu sentido de ‘fazer fluir para dentro de’, se vincula aos significados chineses de ‘penetrar, permear, cozinhar alimentos aplicando calor’. Quando utilizamos a forma derivada ‘influência’ devemos desconsiderar sua conotação de ‘ação visando conseguir favores’.

PALAVRAS-CHAVE

INFLUIR:
Fazer fluir para dentro de; incutir; transmitir; insuflar; excitar, entusiasmar, animar; comunicar, inspirar; ter influxo; exercer influência; ter importância, significação”. Influir, contribuir, colaborar, concorrer. Alentar, animar, estimular, inflamar. Influenciar, atuar, intervir. Inspirar, sugerir, alentar, entusiasmar. Imprimir, incutir, infundir, insuflar. Ajudar, auxiliar, coadjuvar, cooperar. Influência, ação, atuação, influxo.
Penetrar:
Passar para dentro de; transpor, entrar, atravessar, invadir; passar através de; atravessar; chegar ao íntimo de; repassar; chegar a perceber; compreender; descobrir, descortinar; tornar pleno, cheio; encher, repassar; introduzir-se, entrar; embrenhar-se, meter-se, internar-se; insinuar-se; atingir; convencer-se intimamente; compenetrar-se, capacitar-se, persuadir-se; deixar-se possuir; tomar-se; deixar-se penetrar, absorver; imbuir-se, impregnar-se”. Penetrar, atravessar, entrar, aprofundar-se, expandir-se, transpor, trespassar. Infiltrar-se, impregnar, introduzir-se.
Confrontar com Sucesso:
Aquilo que sucede; acontecimento; resultado, conclusão; bom êxito; resultado feliz.

Utilização

É muito utilizada nos textos, sozinha ou acompanhada por alguma ou todas as outras três palavras básicas.

Conveniente, favorecendo: 利

利 [018-05; W52F]: Representa uma planta de cereais 禾 cortada com facilidade por uma faca 刀. Significa: “Avançar suave e facilmente através de (como uma foice através do grão); agudo, efetivo, vantajoso, propício; benefício, lucro, ganho, vantagem; inteligente, esperto; servir a um propósito.

As duas traduções mais comuns são: ‘propício’, que remete a um ato religioso destinado a atrair os favores de alguma potência divina e ‘favorecer’, tendo uma conotação de partidarismo. ‘Conveniente’, no entanto, carrega o sentido de algo ser adequado às características do momento, sem chegar ao utilitarismo de ‘vantajoso’, e representa melhor o sentido de .

Esta palavra é muito utilizada nos textos do Yi Jing. Aparece na forma de “é conveniente fazer isto ou aquilo”, “nada que não seja conveniente”, “nada é conveniente”, etc. Devemos ressaltar que não se trata de recomendações para a obtenção de benefícios, sejam eles materiais ou não. A conveniência é decorrente de que a ação recomendada acompanhe ou não as tendências vigentes no momento da consulta: se as acompanha é inevitável um resultado favorável, caso contrário, o resultado da ação não pode ter nenhum fruto positivo. Uma coisa ‘ser conveniente’ remete à imagem de uma criança descendo por um escorregador, enquanto ‘não ser conveniente’ equivale a subir uma ladeira íngreme.

PALAVRAS-CHAVE

Conveniente:
“Útil, proveitoso, interessante; vantajoso, cômodo; favorável, propício, oportuno”. Adequado, apropriado, acertado, harmonioso, oportuno, cabível, pertinente. Aproveitável, útil, proveitoso, satisfatório, válido, valioso. Auspicioso, promissor. Deslizar, fluir.
Propício:
“Que protege ou auxilia; favorável, favorecedor; adequado, apropriado, oportuno”.
Favorável:
“Que favorece, auxilia, propicia; propício, conveniente, benigno; que é em favor de alguém ou de algo”.
Favorecer:
“Ser em favor de (alguém); dar auxílio a; apoiar, defender, proteger, beneficiar; proteger com parcialidade; dar mais força a; corroborar; realçar o mérito de; mostrar (alguém ou algo) como melhor do que é; dotar, beneficiar; valer-se, servir-se, aproveitar-se”.
Vantajoso:
“Em que há vantagem; que dá proveito; útil, proveitoso; que dá lucro; lucrativo”.

Utilização

Extensamente utilizada em todos os hexagramas, acompanhada ou não por alguma das outras três palavras básicas.

Insistente, perseverança: 貞 zhën

貞 [154-02; W56C]: Dinheiro 貝 (conchas que valiam como moeda) pago para um vaticinador que utiliza um oráculo para adivinhar 卜 (rachas numa carapaça de tartaruga, adivinhar), sendo que a resposta obtida era considerada correta (daí o sentido de insistir ou perseverar na direção apontada pela resposta). Significa: “Certo, correto, exato, verdadeiro; imutável; adivinhar, afirmar, determinar”. Couvreur acrescenta: “firmeza da alma, direito e firme; fidelidade”.

‘Persistir’ é continuar a ser, enquanto ‘insistir’ é continuar a fazer e, portanto, mais adequada à intenção do Yi em se posicionar como um guia para a ação. ‘Perseverança’, a tradução mais comum, tem, em português, uma conotação positiva (“persevera e triunfarás”) que não resulta adequada para frases como “a perseverança traz infortúnio”, que aparecem frequentemente no livro e que são mais bem traduzidas por “insistir é prejudicial”. (Como, por exemplo, no texto da H466.)

O significado de zhën parece uma paródia de “é dando que se recebe”. Assim como pagando ao adivinho se obtinha uma guia concreta, é necessário insistir em uma atitude para obter um resultado, já que uma ação intermitente dificilmente vai atingi-lo. Em geral, ‘insistir’ pode ser definido como a habilidade para se manter avançando apesar de circunstâncias adversas. Devemos enfatizar que, para o Yi Jing, a atitude de insistência nem sempre garante um resultado positivo: às vezes a insistência é aplicada contra as tendências do momento e, neste caso, o resultado será negativo.

PALAVRAS-CHAVE

INSISTIR:
Perseverar no que diz ou pede; persistir na afirmativa ou no pedido; instar; teimar, obstinar-se; porfiar; pedir com insistência; instar; perseverar no que diz, ou faz; persistir numa afirmativa ou atitude; prosseguir, continuar; teimar, obstinar-se, porfiar em resolução ou intento”. Insistente, continuado, constante, contínuo, incessante, ininterrupto, prolongado. Persistente, aferrado, apegado, determinado, incansável, perseverante, tenaz. Prosseguir, estender, prolongar, perdurar, permanecer. Teimoso, turrão, obstinado.
Perseverar:
Conservar-se firme e constante; persistir, prosseguir, continuar; continuar a ser ou ficar; manter-se, permanecer, conservar-se, persistir; conservar a sua força ou ação; continuar, perdurar, subsistir, persistir; ter ou mostrar perseverança, firmeza; permanecer sem mudar ou sem variar de intento”.
Persistir:
Ser constante, perseverar, continuar, prosseguir, insistir; continuar a ser ou ficar; permanecer, manter-se, conservar-se, perseverar; existir; durar, perdurar”.

Utilização

É muito utilizada nos textos, sozinha ou acompanhada por alguma ou todas as outras três palavras básicas.